jornal impresso

Edição impressa

28 Julho 2014

Ver capas anteriores

Previsões
  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues

Conselho de Direitos Humanos suspende trabalhos um minutos

ONU faz silêncio por Chávez

O Conselho de Direitos Humanos da ONU cumpriu esta quarta-feira um minuto de silêncio em memória do Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que morreu na terça-feira em Caracas.

 

O Conselho, reunido em Genebra na 22.ª sessão ordinária, suspendeu temporariamente os trabalhos após uma solicitação da embaixadora de Cuba, Anayansi Rodríguez, que aproveitou a sua intervenção para pedir o cumprimento de um minuto de silêncio.

A embaixadora cubana leu uma declaração em nome dos países que integram a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), cuja atual presidência é ocupada por Cuba, que expressaram a "mais profunda solidariedade com o povo e o Governo da irmã República Bolivariana da Venezuela, e em particular com os familiares e amigos do comandante Chávez".

"É difícil assimilar este doloroso acontecimento. A sua morte comove a todos. Deixou de existir fisicamente um homem excecional, extraordinário, respeitado e admirado a nível mundial, (...) todos, incluindo os seus adversários políticos, desejavam a sua rápida recuperação", indicou a diplomata cubana, citando o documento assinado pelos países-membros da CELAC.

Na mesma intervenção, Anayansi Rodríguez destacou os progressos da Venezuela durante o Governo de Chávez, nomeadamente na erradicação do analfabetismo e na democratização do acesso à educação. A cobertura universal do sistema de saúde, o aumento do salário mínimo e a diminuição dos níveis de pobreza foram outros feitos da liderança de Chávez, segundo a diplomata cubana.

"O comandante Chávez não é da Venezuela, é do mundo e da nossa América. Os nossos povos vão recordá-lo mais do que nunca e vão continuar a sua obra, é a melhor homenagem e o tributo possível a um homem de tal elevação política e liderança", concluiu a embaixadora.

Hugo Chávez morreu na terça-feira aos 58 anos vítima de um cancro que lhe foi detetado em junho de 2011.

  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
  • Comentário feito por:Joaquim Carreira Tapadinhas
  • 06 Março 2013

A ONU tinha o dever de se pronunciar com sinceridade sobre a morte de um chefe de Estado latino-americano.Ofuscar tal acontecimento não prestigia uma organização de expressão universal.Não pode nem deve ser parcial.

  • Comentário feito por:Joaquim Carreira Tapadinhas
  • 06 Março 2013

A ONU tinha o dever de se pronunciar com sinceridade sobre a morte de um chefe de Estado latino-americano.Ofuscar tal acontecimento não prestigia uma organização de expressão universal.Não pode nem deve ser parcial.

  • Comentário feito por:Joaquim Carreira Tapadinhas
  • 06 Março 2013

A ONU tinha o dever de se pronunciar com sinceridade sobre a morte de um chefe de Estado latino-americano.Ofuscar tal acontecimento não prestigia uma organização de expressão universal.Não pode nem deve ser parcial.

  • Comentário feito por:Joaquim Carreira Tapadinhas
  • 06 Março 2013

A ONU tinha o dever de se pronunciar com sinceridade sobre a morte de um chefe de Estado latino-americano.Ofuscar tal acontecimento não prestigia uma organização de expressão universal.Não pode nem deve ser parcial.

COMENTAR
Título
Texto

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
COMENTAR
Título
Texto
Nome
Email
Localidade
Anónimo

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Pub
Pub


SONDAGEM

MADEIRA: Alberto João Jardim ainda tem peso no partido?

Votar »« Ver resultados


<>
VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.