jornal impresso

Edição impressa

25 Abril 2014

Ver capas anteriores

  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues
Pedro Catarino

Com um salário abaixo da média da UE é preciso fazer contas à vida

Trabalho

Salário médio abaixo dos 900 €

O número de portugueses a receber o salário mínimo quase duplicou.

Por:Pedro H. Gonçalves

 

O salário médio em Portugal situa-se actualmente nos 894 euros. Pode parecer muito para os 341 mil portugueses que no ano passado recebiam os 450 euros do salário mínimo, mas para a classe média esse valor fica muito aquém da média da Europa a 15.

De acordo com as últimas estatísticas disponíveis no Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, a remuneração--base média mensal bruta em Outubro de 2008 fixou-se nos 894 euros, não se prevendo que em 2009 o montante tenha disparado. Em Espanha é quase o dobro: 1538 euros.

Os números revelam ainda que o número de portugueses a receber o salário mínimo disparou dos 4,5 por cento em 2005 para os 7,4 por cento da população activa portuguesa em Outubro de 2008. Neste ano, o único aumento real só acontece neste campo, com a subida para os 475 euros de ordenado mínimo. Tirando esse grupo, a palavra de ordem para 2010 parece ser estagnação.

Quem lida com dinheiro é quem mais recebe, segundo as estatísticas oficiais. Os trabalhadores do sector financeiro têm um ganho médio mensal de 2185 euros, seguidos dos que trabalham na produção e distribuição de água, luz e gás, que auferem mensalmente 1685 euros. Os empresários do alojamento e da restauração são que paga menos, com empregados que recebem cerca de 695 euros. Mais de 14 por cento dos empregados desta área recebem apenas o salário mínimo. A Saúde e a acção social, juntamente com a construção, completam o rol dos que menos pagam pelo trabalho.

PODER DE COMPRA CONGELADO EM 2010

Este novo ano não vai trazer muitas mudanças: os salários não terão grandes subidas e as pensões sobem no máximo 1,25% nos escalões mais baixos, deixando de fora todos os reformados com direito a mais de 1500 euros. Mas o que muda não é positivo: o poder de compra passa a estar congelado.

O patronato não está muito disponível para aumentos acima do um por cento. Isto nos sectores em que existe essa vontade. Têxtil, calçado e sector automóvel são apenas algumas das áreas em que os empregadores querem o congelamento salarial. Com uma inflação prevista pela Comissão Europeia para Portugal entre 1% e 1,5% este ano, estas subidas significam que não haverá aumento real do poder de compra. Isto depois de em 2009 mais de 2,7 milhões terem beneficiado, em média, de um aumento de 3,6%, entre funcionários públicos, pensionistas e trabalhadores do sector privado, segundo dados do Banco de Portugal.

Relativamente aos reformados da Administração Pública, o plano para 2010 já está traçado. O Governo aumenta até 1,25% as pensões até 630 euros e 1% entre esse valor e os 1500 euros. Ficam congeladas as pensões de 200 mil pensionistas. No que se refere a aumentos, o valor de referência para o Governo é o da inflação. Valores muito distantes da subida salarial conseguida em 2009 na Administração Pública (2,9%). Contudo, muitos economistas, como Silva Lopes, César da Neves e Miguel Beleza, e ainda o fiscalista Medina Carreira, são unânimes em afirmar que os salários da Função Pública não devem ter aumentos.

SAIBA MAIS

SALÁRIO MÍNIMO

O aumento do salário mínimo nacional para os 475 euros é uma das bandeiras do Governo. Mas se o mesmo tivesse sido actualizado desde 1974 com a inflação de cada ano o seu valor para 2010 seria de 562 euros.

2,5%

Os sindicatos da Função Pública pedem ao Governo aumentos de 2,5% para 2010, considerando que se trata de um valor 'razoável'.

150

Os aumentos nas reformas, que nos valores mais baixos não ultrapassam os oito euros, vão custar aos cofres do Estado 150 milhões de euros.

PENALIZAÇÕES

Quem pedir a reforma em 2010 arrisca um corte no valor da pensão que pode chegar aos 1,65%. Por causa do factor da sustentabilidade, a alternativa é trabalhar mais dois a quatro meses, consoante o número de anos de descontos do trabalhador,ou reforçar as poupanças. 

DISTRIBUIÇÃO PEDE ENTRE 2,5% E 4%

No sector da distribuição, a proposta do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) pede um aumento de 2,5% para retalhistas do interior e 4% para os super e hipermercados e grossistas alimentares. 

TURISMO NÃO QUER SUBIR SALÁRIOS

Apesar das quebras nas receitas, o sector continua com um saldo positivo. Ainda assim, o presidente da Confederação do Turismo Português, Carlos Pinto Coelho (que tem aliás assento na Concertação Social), veio a público pedir moderação nos aumentos de 2010.

TÊXTIL E CALÇADO MUITO AFECTADOS

No têxtil e calçado, sectores muito afectados pelo desemprego e em que a maioria dos trabalhadores recebe o salário mínimo, as contas estão complicadas. Os sindicatos querem 3% a 4% de aumento. Já os patrões nem o salário mínimo pretendiam actualizar.

BANCA QUER DAR APENAS 0,5%

A proposta dos três sindicatos ligados ao sector bancário é unânime a reivindicar um aumento salarial para 2010 que se situa nos 3%. Pelo contrário, a maioria das instituições financeiras já fez saber que está apenas disposta a subir os salários em 0,5%.

SECTOR AUTOMÓVEL SEM AUMENTOS

Na indústria automóvel, um gigante que se ressentiu fortemente da crise económica, os aumentos salariais são apenas uma miragem. As empresas não estão disponíveis a fazer revisões, ainda que os sindicatos dos sector peçam uma subida de 3% a 4%.

TELECOMUNICAÇÕES VÃO NEGOCIAR

As negociações para uma eventual revisão salarial ainda não começaram, mas os sindicatos já apresentaram propostas. Os trabalhadores da PT pedem 2,6%. Na energia, a negociação arranca quarta-feira, com os sindicatos a pedirem uma subida de 3%.

DISCURSO DIRECTO

'ESTAMOS NA CAUDA DA EUROPA', Arménio Carlos, Membro da CGTP

Correio da Manhã – As perspectivas económicas para os portugueses em 2010 são negativas?

Arménio Carlos – A única solução para melhorar a condiçãodos portugueses é aumentar opoder de compra, que este ano vai ficar congelado. Para possibilitar esse aumento só há uma maneira, que é subindo os salários e as pensões.

O patronato garante que não tem condições para aumentos. Concorda?

– Essa é uma estratégia retrógrada usada pelos patrões neste País. Bastava que aceitassem dividir um pouco mais dos lucros com os trabalhadores para o nível de vida de todos melhorar substancialmente.

– Um salário médio abaixo dos 900 euros é um sinal negativo da economia nacional?

– Mostra que estamos na cauda da Europa e que continuamos a divergir. Mas isso resulta de problemas estruturais que nenhum Governo quer discutir.

  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
  • Comentário feito por: Anónimo
  • 19 Agosto 2010

900€?Aonde foram buscas estes dados?Deve ser como a estatistica do desemprego!Os desempregados vão para curso impostos pelo IEFP e são logo considerados como activos.Dois vizinhos ganha 1500€ e o outro 500€=1000€.

  • Comentário feito por:Paulo Reis
  • 05 Janeiro 2010

E depois querem que quem está ao abrigo de subsidios do Estado vá trabalhar.... só se for parvo. T Vedras

  • Comentário feito por:FRANCISCO FERREIRA.U.K.
  • 04 Janeiro 2010

Os portugueses teem exactamente o que merecem...Deveria era ser pior.

  • Comentário feito por:carlos
  • 04 Janeiro 2010

900€ ? Toma lá 750€ sem sub de almoço, e o sub de Natal e Ferias já está incluído!! E tenho de dizer que estou bem

  • Comentário feito por:joão
  • 04 Janeiro 2010

Neste Pais tudo é ipócrisia, ordenados médios uma ova. a maioria ganha uma miséria, os outros embolsão tudo, chulos!!!!

  • Comentário feito por:Isolda Meireles
  • 04 Janeiro 2010

Novo 25 de Abril é preciso...mas desta vez n será certamente com cravos ou flores

  • Comentário feito por:Jose
  • 04 Janeiro 2010

Somo um pais de brandos costumes por isso isto acontece e vamos pagar para trabalhar nãomerecemos mais somos uns tristes

  • Comentário feito por:Gonçalo Frade
  • 04 Janeiro 2010

Médio de 900€? Só prova que esta mesmo muito mal distribuído!Ganho 550€,e se me queixar passo a ganhar 450€(sub. desemp)

  • Comentário feito por:alexandre barreira
  • 04 Janeiro 2010

E muitos deles são licenciados ! Pergunta-se: A imposição do ensino obrigatório serve para quê ?

Página

    • Comentário feito por:alexandre barreira
    • 04 Janeiro 2010

    E muitos deles são licenciados ! Pergunta-se: A imposição do ensino obrigatório serve para quê ?

    • Comentário feito por:Gonçalo Frade
    • 04 Janeiro 2010

    Médio de 900€? Só prova que esta mesmo muito mal distribuído!Ganho 550€,e se me queixar passo a ganhar 450€(sub. desemp)

    • Comentário feito por:Jose
    • 04 Janeiro 2010

    Somo um pais de brandos costumes por isso isto acontece e vamos pagar para trabalhar nãomerecemos mais somos uns tristes

    • Comentário feito por:Isolda Meireles
    • 04 Janeiro 2010

    Novo 25 de Abril é preciso...mas desta vez n será certamente com cravos ou flores

    • Comentário feito por:joão
    • 04 Janeiro 2010

    Neste Pais tudo é ipócrisia, ordenados médios uma ova. a maioria ganha uma miséria, os outros embolsão tudo, chulos!!!!

    • Comentário feito por:carlos
    • 04 Janeiro 2010

    900€ ? Toma lá 750€ sem sub de almoço, e o sub de Natal e Ferias já está incluído!! E tenho de dizer que estou bem

    • Comentário feito por:FRANCISCO FERREIRA.U.K.
    • 04 Janeiro 2010

    Os portugueses teem exactamente o que merecem...Deveria era ser pior.

    • Comentário feito por:Paulo Reis
    • 05 Janeiro 2010

    E depois querem que quem está ao abrigo de subsidios do Estado vá trabalhar.... só se for parvo. T Vedras

    • Comentário feito por: Anónimo
    • 19 Agosto 2010

    900€?Aonde foram buscas estes dados?Deve ser como a estatistica do desemprego!Os desempregados vão para curso impostos pelo IEFP e são logo considerados como activos.Dois vizinhos ganha 1500€ e o outro 500€=1000€.

    • Comentário feito por:FRANCISCO FERREIRA.U.K.
    • 04 Janeiro 2010

    Os portugueses teem exactamente o que merecem...Deveria era ser pior.

    • Comentário feito por:Paulo Reis
    • 05 Janeiro 2010

    E depois querem que quem está ao abrigo de subsidios do Estado vá trabalhar.... só se for parvo. T Vedras

    • Comentário feito por: Anónimo
    • 19 Agosto 2010

    900€?Aonde foram buscas estes dados?Deve ser como a estatistica do desemprego!Os desempregados vão para curso impostos pelo IEFP e são logo considerados como activos.Dois vizinhos ganha 1500€ e o outro 500€=1000€.

    • Comentário feito por:joão
    • 04 Janeiro 2010

    Neste Pais tudo é ipócrisia, ordenados médios uma ova. a maioria ganha uma miséria, os outros embolsão tudo, chulos!!!!

    • Comentário feito por:carlos
    • 04 Janeiro 2010

    900€ ? Toma lá 750€ sem sub de almoço, e o sub de Natal e Ferias já está incluído!! E tenho de dizer que estou bem

    • Comentário feito por:alexandre barreira
    • 04 Janeiro 2010

    E muitos deles são licenciados ! Pergunta-se: A imposição do ensino obrigatório serve para quê ?

    • Comentário feito por:Gonçalo Frade
    • 04 Janeiro 2010

    Médio de 900€? Só prova que esta mesmo muito mal distribuído!Ganho 550€,e se me queixar passo a ganhar 450€(sub. desemp)

    • Comentário feito por:Jose
    • 04 Janeiro 2010

    Somo um pais de brandos costumes por isso isto acontece e vamos pagar para trabalhar nãomerecemos mais somos uns tristes

    • Comentário feito por:Isolda Meireles
    • 04 Janeiro 2010

    Novo 25 de Abril é preciso...mas desta vez n será certamente com cravos ou flores

    • Comentário feito por:alexandre barreira
    • 04 Janeiro 2010

    E muitos deles são licenciados ! Pergunta-se: A imposição do ensino obrigatório serve para quê ?

    • Comentário feito por:Gonçalo Frade
    • 04 Janeiro 2010

    Médio de 900€? Só prova que esta mesmo muito mal distribuído!Ganho 550€,e se me queixar passo a ganhar 450€(sub. desemp)

    • Comentário feito por:Jose
    • 04 Janeiro 2010

    Somo um pais de brandos costumes por isso isto acontece e vamos pagar para trabalhar nãomerecemos mais somos uns tristes

    • Comentário feito por:Isolda Meireles
    • 04 Janeiro 2010

    Novo 25 de Abril é preciso...mas desta vez n será certamente com cravos ou flores

    • Comentário feito por:carlos
    • 04 Janeiro 2010

    900€ ? Toma lá 750€ sem sub de almoço, e o sub de Natal e Ferias já está incluído!! E tenho de dizer que estou bem

    • Comentário feito por:joão
    • 04 Janeiro 2010

    Neste Pais tudo é ipócrisia, ordenados médios uma ova. a maioria ganha uma miséria, os outros embolsão tudo, chulos!!!!

    • Comentário feito por: Anónimo
    • 19 Agosto 2010

    900€?Aonde foram buscas estes dados?Deve ser como a estatistica do desemprego!Os desempregados vão para curso impostos pelo IEFP e são logo considerados como activos.Dois vizinhos ganha 1500€ e o outro 500€=1000€.

    • Comentário feito por:Paulo Reis
    • 05 Janeiro 2010

    E depois querem que quem está ao abrigo de subsidios do Estado vá trabalhar.... só se for parvo. T Vedras

    • Comentário feito por:FRANCISCO FERREIRA.U.K.
    • 04 Janeiro 2010

    Os portugueses teem exactamente o que merecem...Deveria era ser pior.

    COMENTAR
    Título
    Texto

    Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

    Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

    Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
    COMENTAR
    Título
    Texto
    Nome
    Email
    Localidade
    Anónimo

    Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

    Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

    Pub
    Pub


    SONDAGEM

    25 DE ABRIL: Ideais da revolução foram cumpridos?

    Votar »« Ver resultados


    <>
    VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
    Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
    sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
    uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
    Consulte as condições legais de utilização.