jornal impresso

Edição impressa

28 Julho 2014

Ver capas anteriores

Previsões
  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues

CM revelou actividades do grupo de Sandro ‘Bala’ a 14 de Dezembro do ano passado e avançou a forma como eram recrutados lutadores de jiu-jitsu no Brasil para cometerem crimes em Portugal.

Grande Lisboa: Grupo liderado por lutador de jiu-jitsu aterrorizava noite

Máfia brasileira presa na Caparica

Sandro ‘Bala’ – o cabecilha – escapou a megaoperação do DIAP de Lisboa, que ontem efectuou 15 detenções. Um dos detidos é militar da GNR.

  • 20 de Fevereiro 2010, 00h30
  • Nº de votos (2)
  • Comentários (23)

Por:Miguel Curado/João C. Rodrigues/Henrique Machado

 

Mestre. É assim que compatriotas e amigos tratam Sandro Lima ‘Bala’, um brasileiro de 38 anos, praticante de jiu-jitsu e que com o auxílio de comparsas, entre os quais o dono de uma empresa de segurança privada de Setúbal, geriu durante anos uma associação criminosa que, pelo terror, dominava a noite da Margem Sul e de Lisboa. Investigado há mais de um ano pelo DIAP de Lisboa, o gang foi ontem desfeito pela operação ‘Nemesis’, que juntou mais de 600 operacionais da PSP, GNR e SEF. Quinze pessoas foram detidas, entre as quais um guarda da GNR da Costa de Caparica.

Sandro ‘Bala’, no entanto, não está entre os detidos. A 13 de Dezembro de 2009, o brasileiro terá alvejado com três tiros o compatriota Fábio Lima, num ajuste de contas na Costa de Caparica, fugindo de seguida para o país natal.

Coordenada pela Unidade Especial de Combate ao Crime Violento do DIAP de Lisboa, a investigação ao gang de Sandro ‘Bala’ foi efectuada por equipas mistas da PSP, GNR e SEF. O brasileiro recrutava compatriotas no país natal, com conhecimentos de jiu-jitsu, usando-os depois em extorsões a discotecas, bares e restaurantes. O ‘Budha Bar’ e a discoteva ‘W’, ambos em Lisboa, são dois exemplos de estabelecimentos visitados e destruídos pelo grupo, que assim pretendeu impor serviços de segurança. Carlos Pereira, dono da empresa ‘Olho Vivo’, sediada em Setúbal, e patrão de Sandro ‘Bala’, pertencia também ao gang, à semelhança do militar da GNR Jorge Teixeira que, segundo o DIAP, avisava o grupo de operações policiais e geria a conta bancária do gang.

Assim, na posse destas provas, o DIAP de Lisboa avançou, entre o final da noite de quinta-feira e a manhã de ontem, para o cumprimento de 13 mandados de detenção e 38 mandados de busca. Catorze homens e uma mulher foram presos, tendo sido apreendido inúmero material relacionado com a actividade criminosa do gang. Os detidos devem ser hoje presentes às Varas Criminais de Lisboa.

PORMENORES

SUPERIOR PRENDE

Jorge Teixeira, militar da GNR, foi chamado anteontem ao posto da Costa de Caparica. Esperava-o um seu superior, comandante do Destacamento de Almada, que lhe pediu a arma de serviço e o prendeu.

MATERIAL APREENDIDO

Onze armas de fogo, cinco armas brancas, 900 munições, 2 coletes antibala, droga, 10 carros, 28 computadores e ouro, foi o material apreendido na operação ‘Nemesis’. 

DETIDO MATOU HOMEM COM DOIS MURROS NA CABEÇA

Carlos Santos morreu a 11 de Dezembro de 2009, no Hospital Garcia de Orta, em Almada. Doze dias antes, a 29 de Novembro, o jovem cruzou-se com Hélder Varela, um dos detidos na operação ‘Nemesis’, junto à discoteca ‘Ondeando’, em Santa Marta de Corroios, Seixal. Uma discussão por causa de um carro mal estacionado levou Varela, também segurança e praticante de jiu-jitsu no ginásio de Sandro ‘Bala’, a desferir dois fortes murros na cabeça de Carlos Santos, que viria a morrer, vítima de inúmeros ferimentos.

DISCURSO DIRECTO

'CRIME ORGANIZADO OBRIGA A COORDENAÇÃO', Maria José Morgado, Directora do DIAP de Lisboa

Correio da Manhã – A operação ‘Nemesis’ é exemplo da coordenação ideal entre as diversas forças de segurança?

Maria José Morgado – Creio que a operação ‘Nemesis’ foi, isso sim, um exemplo de trabalho correcto e eficaz entre as forças de segurança e o Ministério Público, a nível organizacional, tendo em vista o combate ao crime organizado.

– Nesta operação participaram 600 operacionais de diversas forças de segurança (PSP, GNR, e SEF). O que foi necessário para coordenar, no terreno, tantos efectivos?

– Foi, acima de tudo, necessária uma equipa coesa, definida pelo Ministério Público, e uma estratégia de combate ao crime com definição clara de objectivos de trabalho.

– As equipas mistas, usadas na investigação deste processo, são solução para reforçar o combate ao crime organizado?

– Julgo que o crime organizado, nomeadamente o crime muito organizado, nos obriga a fomentar a coordenação entre as várias forças de segurança. Este processo foi um bom exemplo, até para chamar a estas equipas outras forças policiais como a Polícia Judiciária.

  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
  • Comentário feito por:CAPARICANO(com muito orgulho)
  • 12 Março 2010

na caparica há quem tema em sair á noite!Eles batem em toda a gente,são protegidos e vai voltar a acontecer.Todos sabem!

  • Comentário feito por:alguem
  • 25 Fevereiro 2010

fugio popem-me voses nao sabem que o irmao sofreu um grave acidente e teve que ir a seu auxilio

  • Comentário feito por:Lusitana
  • 24 Fevereiro 2010

Parece que em cada máfia que é desmantelada está um polícia. Parabéns aos investigadores envolvidos.

  • Comentário feito por:justo justo
  • 23 Fevereiro 2010

pena não haver investigaçoes do género na zona centro , nomeadamente LEIRIA .

  • Comentário feito por:Zé Toni
  • 23 Fevereiro 2010

O jiu-Jitsu nada tem a ver c isto, a bandidagem q o pratica sim. E claro o SEF tb tem culpa pois anda a dormir em serviç

  • Comentário feito por:BDNL
  • 22 Fevereiro 2010

Alguma vez a culpa disto é do jiu-jitsu??? Culpa é das maçãs podres!!!

  • Comentário feito por:Alguém
  • 22 Fevereiro 2010

A inocência será provada e os responsáveis pela manipulação das informações arcarão com tantas inverdades!!!

  • Comentário feito por:Alguém
  • 22 Fevereiro 2010

Agora os brasileiros e o jiu-jitsu é culpado por todos os problemas sociais dos portugueses? FALSO MORALISTAS!

  • Comentário feito por:alberto
  • 22 Fevereiro 2010

Eu dava-lhes as provas. Gente desta é deixa la cair no meio do oceano.

  • Comentário feito por:BJJ
  • 22 Fevereiro 2010

isso é so tangas... so mentiras... nao ha provas...

Página

  • Comentário feito por:Anderson Chaves
  • 20 Fevereiro 2010

ELES TODOS DEPORTADOS COM BOLAS DE AÇO 1020 PRESOS NAS PERNAS. Chaves

  • Comentário feito por:lili canekas
  • 20 Fevereiro 2010

a mafia brasileira nao esta so na costa---começem a vigiar outras zonas tb...lisboa --esta cheio de mafiosos brasileiros

  • Comentário feito por:Vitor
  • 20 Fevereiro 2010

A justiça deve colocar um anuncio no jornal a dizer as operaçoes que vão fazer,assim fogem e não temos despesas.

  • Comentário feito por:benjamin araujo
  • 20 Fevereiro 2010

sou brasileiro vivo a 5 anos em portugal com muita dignidade e trabalho,É PRECISO SABER SEPARAR O JOIO DO TRIGO..

  • Comentário feito por:movimento dos paparoucos do baleal/peniche
  • 20 Fevereiro 2010

se nao forem os jornais a denunciar parece que determinado crime nao leva investigação!! porquê? alguem sabe responder?

  • Comentário feito por:palnemar
  • 20 Fevereiro 2010

liberdade ou morte. ordem e progreço

  • Comentário feito por:Meu ADN é de origem suspeita...
  • 20 Fevereiro 2010

Realmente é fácil criticar, mas pensem, há 509 anos atrás foram uns ladrões para o outro lado do atlântico! Quem eram?

  • Comentário feito por:Milton Jorge
  • 20 Fevereiro 2010

Parabens á directora do DIAP e á restante equipa.Infelizmente em Portugal para combater o crime só temos 4 Mulheres

  • Comentário feito por:Orientador Espiritual
  • 20 Fevereiro 2010

Era só o Alfredo? Aqui temos a prova que não!Ao menos eram Portugueses e NÃO BRASILEIROS da favela da ROSSINHA!!!!!

  • Comentário feito por:quim roscas
  • 21 Fevereiro 2010

A policia está de parabéns!!! acabem com os criminosos não fazem falta!!!

  • Comentário feito por:alguem
  • 25 Fevereiro 2010

fugio popem-me voses nao sabem que o irmao sofreu um grave acidente e teve que ir a seu auxilio

  • Comentário feito por:CAPARICANO(com muito orgulho)
  • 12 Março 2010

na caparica há quem tema em sair á noite!Eles batem em toda a gente,são protegidos e vai voltar a acontecer.Todos sabem!

  • Comentário feito por:alberto
  • 22 Fevereiro 2010

Eu dava-lhes as provas. Gente desta é deixa la cair no meio do oceano.

  • Comentário feito por:BJJ
  • 22 Fevereiro 2010

isso é so tangas... so mentiras... nao ha provas...

  • Comentário feito por:J
  • 21 Fevereiro 2010

Digam NÃO ao jiu-jitsu! Devia ser ilegal.

  • Comentário feito por:movimento dos paparoucos do baleal/peniche
  • 20 Fevereiro 2010

se nao forem os jornais a denunciar parece que determinado crime nao leva investigação!! porquê? alguem sabe responder?

  • Comentário feito por:Alguém
  • 22 Fevereiro 2010

A inocência será provada e os responsáveis pela manipulação das informações arcarão com tantas inverdades!!!

  • Comentário feito por:Vitor
  • 20 Fevereiro 2010

A justiça deve colocar um anuncio no jornal a dizer as operaçoes que vão fazer,assim fogem e não temos despesas.

  • Comentário feito por:BDNL
  • 22 Fevereiro 2010

Alguma vez a culpa disto é do jiu-jitsu??? Culpa é das maçãs podres!!!

  • Comentário feito por:Anderson Chaves
  • 20 Fevereiro 2010

ELES TODOS DEPORTADOS COM BOLAS DE AÇO 1020 PRESOS NAS PERNAS. Chaves

  • Comentário feito por:J
  • 21 Fevereiro 2010

Digam NÃO ao jiu-jitsu! Devia ser ilegal.

  • Comentário feito por:movimento dos paparoucos do baleal/peniche
  • 20 Fevereiro 2010

se nao forem os jornais a denunciar parece que determinado crime nao leva investigação!! porquê? alguem sabe responder?

  • Comentário feito por:Alguém
  • 22 Fevereiro 2010

A inocência será provada e os responsáveis pela manipulação das informações arcarão com tantas inverdades!!!

  • Comentário feito por:Vitor
  • 20 Fevereiro 2010

A justiça deve colocar um anuncio no jornal a dizer as operaçoes que vão fazer,assim fogem e não temos despesas.

  • Comentário feito por:BDNL
  • 22 Fevereiro 2010

Alguma vez a culpa disto é do jiu-jitsu??? Culpa é das maçãs podres!!!

  • Comentário feito por:Anderson Chaves
  • 20 Fevereiro 2010

ELES TODOS DEPORTADOS COM BOLAS DE AÇO 1020 PRESOS NAS PERNAS. Chaves

  • Comentário feito por:Cesar
  • 21 Fevereiro 2010

Parabens por esta mega operaçao! Está é uma resposta conjunta e eficaz e demonstra que temos uma policia eficaz!

  • Comentário feito por:Orientador Espiritual
  • 20 Fevereiro 2010

Era só o Alfredo? Aqui temos a prova que não!Ao menos eram Portugueses e NÃO BRASILEIROS da favela da ROSSINHA!!!!!

  • Comentário feito por:Zé Toni
  • 23 Fevereiro 2010

O jiu-Jitsu nada tem a ver c isto, a bandidagem q o pratica sim. E claro o SEF tb tem culpa pois anda a dormir em serviç

  • Comentário feito por:Lusitana
  • 24 Fevereiro 2010

Parece que em cada máfia que é desmantelada está um polícia. Parabéns aos investigadores envolvidos.

COMENTAR
Título
Texto

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
COMENTAR
Título
Texto
Nome
Email
Localidade
Anónimo

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Pub
Pub


SONDAGEM

MADEIRA: Alberto João Jardim ainda tem peso no partido?

Votar »« Ver resultados


<>
VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.