jornal impresso

Edição impressa

25 Julho 2014

Ver capas anteriores

Previsões
  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues

Primeiro trimestre de 2006

Petrogal domina exportações

A Petrogal, a Infineon Technologies e a Autoeuropa são as três empresas que mais peso têm nas exportações portuguesas, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

  • 03 de Setembro 2006, 00h00
  • Nº de votos (0)
  • Comentários (0)

Por:Ana Rita Estrompa, com Lusa

 

De acordo com valores do final do primeiro trimestre de 2006, as 20 maiores exportadoras em Portugal representam 30,7 por cento das vendas de Portugal ao exterior, valor superior em 3,5 pontos percentuais ao registado em igual período de 2005.
O primeiro lugar desta lista é ocupado pela petrolífera Petróleos de Portugal – Petrogal, seguida da tecnológica de semicondutores Infineon, agora chamada Qimonda.
O fabricante de automóveis Autoeuropa – que actualmente está a produzir o novo modelo da Volkswagen, ‘EOS’ – está em terceiro, numa lista onde foi líder até 2005, à frente da Infineon e da Petrogal, mas com o sucesso do novo modelo poderá recuperar a liderança brevemente.
A maioria dos principais exportadores é controlada por accionistas estrangeiros: cinco pertencem a alemães, quatro a norte-americanos e duas a espanhóis. Existem quatro empresas de capitais maioritariamente portugueses. Em termos dos produtos, 35 por cento dos bens exportados por estas 20 empresas são do sector automóvel, tanto de veículos como de componentes e peças.
Além da Autoeuropa, da Opel da Azambuja – que vai encerrar a laboração – e da Peugeot Citroën, que estão directamente ligadas ao fabrico ou montagem de automóveis, a Blaupunkt, do grupo Bosch/Siemens, fabrica auto-rádios, a Continental Mabor produz pneus e a Delphi Portugal fornece componentes para automóveis. Em Portugal, este sector tem vindo a ganhar peso no últimos dez anos. No ano passado, 20,5 por cento das exportações portuguesas foram veículos, cujas vendas representaram 9% e as peças e componentes 11,5%.
Os mercados destino são essencialmente a França, a Espanha e a Alemanha, que juntos absorvem mais de 63 por cento das exportações portuguesas deste sector, segundo o estudo de Paulo Inácio do Gabinete de Estratégia de Estudos publicado em Agosto pelo Ministério da Economia e Inovação.
QIMONDA APOSTA NA TECNOLOGIA
A estratégia de exportações da empresa de semicondutores Qimonda Portugal, uma das maiores exportadoras no País, tem assentado na aposta de produtos de alta tecnologia e com margens maiores que têm permitindo à empresa aumentar produção e preços e, assim, subir as receitas.
Armando Tavares, administrador delegado da Qimonda Portugal, disse que o crescimento das exportações da empresa tem sido “positivo”, com um valor médio de 15 por cento nos últimos anos. Em 2004 exportou 842,7 milhões de euros a partir da sua unidade em Vila do Conde. O valor de 2005 ainda não está disponível.
A Qiomanda Portugal, com cerca de 1700 trabalhadores, é detida a 100 por cento pela ‘holding’ Infineon com sede em Munique, e exporta tudo aquilo que produz para centros de distribuição na Ásia, Europa e EUA. A partir daí, os produtos são entregues aos clientes.
A fábrica produz memórias DRAM utilizados em leitores de MP3, telemóveis, câmaras fotográficas digitais e consolas de jogos, entre outros, para clientes como a IBM, a Dell e a Sony.
A “rapidez de ajuste ao mercado” também justifica parte do sucesso da Qimonda, segundo o mesmo responsável.
Desde 1 de Maio que a Infineon Technologies – Fabrico de Semicondutores mudou de nome para Qimonda Portugal.
LISTA DAS 20 MAIORES EMPRESAS EXPORTADORAS EM PORTUGAL
Petrogal (Energia / Portugal): 1º (classificação em 2006) - 2º (classificação em 2005)
Infineon Technologies (Tecnologia / capital disperso): 2º (classificação em 2006) - 3º (classificação em 2005)
Autoeuopa (Automóvel / Alemanha): 3º (classificação em 2006) - 1º (classificação em 2005)
Opel Azambuja (Automóvel / Alemanha): 4º (classificação em 2006) - 4º (classificação em 2005)
Repsol (Energia / Espanha): 5º (classificação em 2006) - 6º (classificação em 2005)
Soporcel Figueira da Foz (Papel / Portugal): 6º (classificação em 2006) - 5º (classificação em 2005)
Blaupunkt (Automóvel / Alemanha): 7º (classificação em 2006) - 7º (classificação em 2005)
Peugeot-Citroen (Automóvel / França): 8º (classificação em 2006) - 9º (classificação em 2005)
Portucel Setúbal (Papel / Portugal): 9º (classificação em 2006) - 8º (classificação em 2005)
Continental Mabor (Automóvel / Alemanha): 10º (classificação em 2006) - 10º (classificação em 2005)
Hydro Aluminium (Alumínio / Noruega): 11º (classificação em 2006) - 13º (classificação em 2005)
Delphi Automotive System (Automóvel / EUA): 12º (classificação em 2006) - 12º (classificação em 2005)
Comp. Aveirense Comp. Ind. (Automóvel): 13º (classificação em 2006) - 11º (classificação em 2005)
Somincor (Mineiro / Canadá): 14º (classificação em 2006) - 15º (classificação em 2005)
Visteon Portuguesa (Electrónica / EUA): 15º (classificação em 2006) - 18º (classificação em 2005)
Philip Morris-Tabaqueira (Tabaco / EUA): 16º (classificação em 2006) - 19º (classificação em 2005)
Amorim & Filhos (Cortiça / Portugal): 17º (classificação em 2006) - 23º (classificação em 2005)
Dow Europe (Plásticos / EUA): 18º (classificação em 2006) - 17º (classificação em 2005)
Vulcano (Esquentadores / Alemanha): 19º (classificação em 2006) - 20º (classificação em 2005)
Siderurgia Nacional (Aço / Espanha): 20º (classificação em 2006) - 34º (classificação em 2005)
  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
COMENTAR
Título
Texto

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
COMENTAR
Título
Texto
Nome
Email
Localidade
Anónimo

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.


Pub
Pub


SONDAGEM

CPLP: Portugal ganha com adesão da Guiné Equatorial?

Votar »« Ver resultados


<>
VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.