jornal impresso

Edição impressa

01 Agosto 2014

Ver capas anteriores

Previsões
  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues

Terror - Vítima está internada em estado grave

Pastor-alemão ataca para matar

Uma mulher de 62 anos foi atacada durante mais de meia hora por um cão de raça pastor-alemão, que pesava 60 quilos, perto da sua casa, no concelho de Pombal, sofrendo ferimentos graves.

  • 13 de Janeiro 2005, 00h00
  • Nº de votos (1)
  • Comentários (16)

Por:Isabel Jordão (Leiria) / Mário Aleixo

 

O animal, abatido após o ataque, na terça-feira, pelas 12 horas, estava preso com uma corrente a um ferro, junto à casa onde reside Maria da Conceição Silva e o marido, Joaquim Jesus Fernandes, em Casal da Rola, Louriçal. Por uma razão desconhecida, soltou-se e atacou a mulher, atirando-a ao chão com violência e mordendo-a de forma continuada durante mais de meia hora.
Quando a ambulância de socorro chegou, o ataque ainda durava e só com a ajuda de um popular, que se muniu de uma vara comprida e afugentou o animal, é que os bombeiros puderam socorrer a mulher.
Maria da Conceição Silva sofreu ferimentos graves nos braços, face, crânio e no pescoço e está a recuperar no Hospital Distrital da Figueira da Foz, tendo sido sujeita a uma intervenção cirúrgica que se prolongou por várias horas. Uma das feridas mais graves é na cabeça, onde sofreu um escalpamento.
Durante o ataque, a vítima “nunca perdeu a consciência”, disse ao CM Nelson Carvalho, técnico de emergência da secção do Louriçal dos Bombeiros Voluntários de Pombal, adiantando que o socorro foi “bastante complicado”, pois o pastor-alemão “nunca se afastou mais de 20 metros”.
“O cão revelava uma agressividade que nunca vi na vida e já socorri outras vítimas de agressão”, explicou Nelson Carvalho. O animal tinha oito anos e pertencia a um dos quatro filhos da vítima.
“O cão tinha uma força bruta”, disse Joaquim Jesus Fernandes, marido da agredida, adiantando: “Por azar, eu não estava cá e quando cheguei já a mulher tinha abalado para o hospital”.
“Os meus filhos já a viram e os médicos disseram-lhes que está mal, mas pode não ser tão grave como parecia”, concluiu o marido de Maria da Conceição Silva, que ontem de manhã ainda não a tinha ido visitar ao hospital.
RAÇA CONSIDERADA INOFENSIVA
O animal que protagonizou o ataque a uma mulher em Casal da Rola, Louriçal, Pombal, podia ser “o cruzamento de pastor-alemão com uma outra raça de cão violento”, segundo o subcomissário Brissos dos Santos, 2.º comandante do Grupo Operacional Cinotécnico (COC) da PSP. Este especialista baseia a sua análise em dois pressupostos: “Primeiro, o pastor-alemão não é um cão perigoso; depois, um pastor-alemão com 60 quilos de peso é gordo e incapaz de se movimentar como aquele fez”.
Com a experiência que possui, o subcomissário Brissos dos Santos reforça o facto de haver “muita gente a fazer cruzamentos entre uma raça inofensiva e dois terços de uma outra raça perigosa, do qual resulta um animal perigoso, o que pode ser o caso”. Um pastor-alemão na plenitude das suas faculdades deverá ter um peso de 36/37 quilos. Caso o animal não fosse abatido era obrigatório o seu registo com o consequente historial.
CÃES PERIGOSOS OBRIGADOS A SEGURO
Desde Julho de 2004 que a lei aprovada pelo Governo sobre cães perigosos define as raças ou cruzamentos potencialmente perigosos, a saber: cão de fila brasileiro, pitbull terrier, dogue argentino, rottweiler, staffordshire terrier americano, staffordshire bull terrier e tosa inu japonês.
Estes tipos potencialmente perigosos, os cães para fins comerciais e os que são usados na caça têm desde aquela data de ser identificados por um ‘microchip’ introduzido na pele do animal por um veterinário.
Os donos dos animais perigosos tem de possuir seguro de responsabilidade civil obrigatório, com um montante mínimo de 50 mil euros e uma licença de posse a obter na junta de freguesia, mediante a entrega de registo criminal e um termo de responsabilidade onde será declarado o tipo de condições de alojamento do animal. A fiscalização do cumprimento destas regras compete às autarquias, Polícia Municipal, GNR e PSP.
A falta desta licença de posse de cães perigosos constitui uma contra-ordenção, punível com coima de 25 a 3740 euros, no caso de pessoas singulares, ou até 44 890, para pessoas colectivas.
Estes montantes são também aplicados para a falta de açaime ou trela e para a circulação dos cães na via pública sem coleira ou peitoral, onde deve ser colocada a morada e o telefone do dono do animal.
Estas regras serão ainda mais detalhadas, a partir de Julho de 2008, com a identificação dos animais a ser obrigatória entre os três e os seis meses de idade.
OUTROS CASOS
MENINO MORDIDO
Um rapaz de seis anos foi atacado pelo pitbull da tia, em 18 de Novembro último, quando brincava nas traseiras da sua casa, em Paivas, Seixal. Ruben levou 12 pontos numa perna.
ATAQUE DE VADIO
Ferimentos na cabeça, pescoço e costas foram as mazelas com que um rapaz de seis anos ficou ao ser atacado por um cão vadio, em Novembro de 2004, quando brincava à porta de casa, em Mortágua.
SEM AÇAIME
Goreti Silva foi mordida por um cão da raça rottweiler, em S. Bernardo, Aveiro, sendo obrigada a levar 21 pontos desde a nuca até à orelha direita. O ataque ocorreu na rua, em 18 de Outubro de 2004, e o animal não tinha açaime.
MENINA ATACADA
Uma menina de quatro anos foi atacada por uma cadela pitbull terrier e um pasto-alemão, provocando-lhe ferimentos na nuca, numa orelha, num ombro e num braço, em Mesura, Coimbra, a 7 de Julho do ano passado.
  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
  • Comentário feito por:Inês Cunha
  • 25 Julho 2007

Bem ao ler a noticia pensei, não pode ser?!? Não foi um Pitbull?!? É que agora não se fala de outros cães(martires).
Mas mais a baixo já vinha a dizer que poderia ter um cruzamento possivel...quando não é de raça perigosa inventa-se associações.
O Pastor Alemão atingindo a idade adulta fica com cerca de 45kg, claro que se estiver amarrado a um poste com a trela é capaz de ir aos 60kg ou mais.

  • Comentário feito por:José Fonseca (Porto)
  • 14 Janeiro 2005

Concordo com o que já foi referido: O comportamento dos cães reflecte o tratamento deles por parte dos donos.

  • Comentário feito por:E.F
  • 14 Janeiro 2005

Nenhum animal ataca se não for mal tratado,coitado do cão que passou a vida amarrado com uma corrente,sem carinho nenhum nem espaço para se movimentar.Estas pessoas deviam ser proibidas de ter animais pois não lhes dão condições.para o cão a atacar,já tinha levado muita porrada.

  • Comentário feito por:Ana Pereira
  • 14 Janeiro 2005

Estou de acordo com os comentários feitos acima.A culpa é toda dos donos dos pobres animais.Têm-nos e não lhes dão carinho nem amor,só pancada e maus tratos,depois abate-se o cão porque ele se revolta e tenta-se vingar da má vida que tem.Os donos deviam ser respnsabilizados,não é só abater os animais.Enfim,tomam o caminho mais facil e o mais fraco perde sempre.Pobres animais indefesos...

  • Comentário feito por:ana rosa
  • 14 Janeiro 2005

isto é uma vergonha, terem um pastor alemão adulto amarrado a uma corrente a vida toda, sem sociabilizar com a família, sem treino, sem o mínimo de conforto numa casota fria e imunda. sabe-se lá o tratamento que davam ao animal!?
a sra que foi atacada teve muito azar, e é sempre uma tragédia estes ataques, mas nenhum cão ataca sem razão ou sem nexo, mesmo os considerados perigosos.
coimbra

  • Comentário feito por:pedro baleia
  • 14 Janeiro 2005

Alguém se deu ao trabalho de perguntar ao cão, quantas vezes ele já tinha sido agredido???

  • Comentário feito por:Carla
  • 14 Janeiro 2005

outra coisa...
os cães são o espelho dos donos, se os tratarmos com brutalidade é isso que aprendem, se for com amor é o que aprendem tambem.
Quantas vezes bateram no cão para lhe solucionar comportamentos? Quantas vezes o deixaram participar nas actividades familiares?
A culpa é dos donos o animal é que paga!
Revoltante.

  • Comentário feito por:Carla
  • 14 Janeiro 2005

Quem tem um cão tem de assumir a responsabilidade de ser um dono responsável... num animal de grande porte, independentemente da raça, isso ainda é mais importante... os cães tem de ser sociabilizados e ter treino básico de educação... não tem nada a ver com a raça mas sim com a educação e cuidados que os donos tem com ele. Em contrário acontecem coisas dessas. Há qt tempo estava preso à corrente?

  • Comentário feito por:Pedro
  • 13 Janeiro 2005

Mais um caso complicado em que nem me vou meter, mas é verdade os cruzamentos e os maus tratos é que tornam os cães violentos. Os meus até se pode morder uma orelha e arrancar fora que ele na morde.

  • Comentário feito por:CARINA DE MELO
  • 13 Janeiro 2005

O cão não ataca só pelo simples facto de atacar, não se pode julgar uma ser vivo desta forma sem se saber realmente a verdade dos factos. Gostava de ver uma foto do animal, só para poder dizer se realmente é um pastor alemão ou um cruzamento.

Página

  • Comentário feito por:Bruno Silva
  • 13 Janeiro 2005

Realmente é demais, se eu for dono de um cão potencialmente perigoso e não tiver licença posso pagar uma multa até 3740E mas se por outro lado me apetecer matar um cão na rua à paulada para toda a gente ver pago uma multa de 2€. Lógico!

  • Comentário feito por:JM (Lisboa)
  • 13 Janeiro 2005

Se dessem alimentação a estes cães, e não os deixassem diariamente acorrentados em más condições, então, certamente este caso não teria acontecido. Mas como mudar a mentalidade dos povos que consideram que terem um cão acorrentado e com fome é um sinal positivo contra intrusos??

  • Comentário feito por:Gonçalo Moura
  • 13 Janeiro 2005

Sr subcomissário Brissos dos Santos, 2.º comandante do Grupo Operacional Cinotécnico (COC), só para que conste, até hà 6 anos atrás o Pastor Alemão ocupava o 1º lugar a nível mundial como cão que mais morde, só tendo sido "substituido" recentemente por duas raça que não constam da listagem...

  • Comentário feito por:Manuela
  • 13 Janeiro 2005

Já pensaram em fazer uma autópsia ao cão, algo está mal contado....O cão é de um filho da vitima, logo devia conhecê-la, e porque é que o marido ainda não foi ver a sua esposa????
Não terão dado algo ao cão para o enfurecer....O ser humano é que age irracionalmente e não os animais...

  • Comentário feito por:ana almeida martins
  • 13 Janeiro 2005

Adoro animais, mais ainda os cães,o animal em questão para ter cometido tamanha brutalidade, concerteza absoluta, que tambem já tinha sido alvo de uns tratamentos deste tipo, por isso fez o que fez, tb nas condições a que estava sujeito, mais que evidente o tipo de comportamento, também tenho cão se não o tratar bem, do que é que estou à espera..... e é realmente o melhor amigo do homem.
Mas as rápidas melhoras da sra.

  • Comentário feito por:Maria Pinto
  • 13 Janeiro 2005

A realidade, é que os animais são aquilo que os donos fazem deles, se forem bem tratados, nada há a temer. Eles também sentem e sofrem. Os donos é que deveríam ser até ser presos pelos maus tratos que lhes dão, multas não resolvem.Pena é que no nosso país ainda se permita que os humanos os maltratem, sem nada se fazer. Veja-se as lutas de cães, as condições de vida dos cães de guarda, etc.

  • Comentário feito por:CARINA DE MELO
  • 13 Janeiro 2005

O cão não ataca só pelo simples facto de atacar, não se pode julgar uma ser vivo desta forma sem se saber realmente a verdade dos factos. Gostava de ver uma foto do animal, só para poder dizer se realmente é um pastor alemão ou um cruzamento.

  • Comentário feito por:Pedro
  • 13 Janeiro 2005

Mais um caso complicado em que nem me vou meter, mas é verdade os cruzamentos e os maus tratos é que tornam os cães violentos. Os meus até se pode morder uma orelha e arrancar fora que ele na morde.

  • Comentário feito por:Carla
  • 14 Janeiro 2005

Quem tem um cão tem de assumir a responsabilidade de ser um dono responsável... num animal de grande porte, independentemente da raça, isso ainda é mais importante... os cães tem de ser sociabilizados e ter treino básico de educação... não tem nada a ver com a raça mas sim com a educação e cuidados que os donos tem com ele. Em contrário acontecem coisas dessas. Há qt tempo estava preso à corrente?

  • Comentário feito por:Carla
  • 14 Janeiro 2005

outra coisa...
os cães são o espelho dos donos, se os tratarmos com brutalidade é isso que aprendem, se for com amor é o que aprendem tambem.
Quantas vezes bateram no cão para lhe solucionar comportamentos? Quantas vezes o deixaram participar nas actividades familiares?
A culpa é dos donos o animal é que paga!
Revoltante.

  • Comentário feito por:Ana Pereira
  • 14 Janeiro 2005

Estou de acordo com os comentários feitos acima.A culpa é toda dos donos dos pobres animais.Têm-nos e não lhes dão carinho nem amor,só pancada e maus tratos,depois abate-se o cão porque ele se revolta e tenta-se vingar da má vida que tem.Os donos deviam ser respnsabilizados,não é só abater os animais.Enfim,tomam o caminho mais facil e o mais fraco perde sempre.Pobres animais indefesos...

  • Comentário feito por:E.F
  • 14 Janeiro 2005

Nenhum animal ataca se não for mal tratado,coitado do cão que passou a vida amarrado com uma corrente,sem carinho nenhum nem espaço para se movimentar.Estas pessoas deviam ser proibidas de ter animais pois não lhes dão condições.para o cão a atacar,já tinha levado muita porrada.

  • Comentário feito por:José Fonseca (Porto)
  • 14 Janeiro 2005

Concordo com o que já foi referido: O comportamento dos cães reflecte o tratamento deles por parte dos donos.

  • Comentário feito por:Inês Cunha
  • 25 Julho 2007

Bem ao ler a noticia pensei, não pode ser?!? Não foi um Pitbull?!? É que agora não se fala de outros cães(martires).
Mas mais a baixo já vinha a dizer que poderia ter um cruzamento possivel...quando não é de raça perigosa inventa-se associações.
O Pastor Alemão atingindo a idade adulta fica com cerca de 45kg, claro que se estiver amarrado a um poste com a trela é capaz de ir aos 60kg ou mais.

  • Comentário feito por:Bruno Silva
  • 13 Janeiro 2005

Realmente é demais, se eu for dono de um cão potencialmente perigoso e não tiver licença posso pagar uma multa até 3740E mas se por outro lado me apetecer matar um cão na rua à paulada para toda a gente ver pago uma multa de 2€. Lógico!

  • Comentário feito por:JM (Lisboa)
  • 13 Janeiro 2005

Se dessem alimentação a estes cães, e não os deixassem diariamente acorrentados em más condições, então, certamente este caso não teria acontecido. Mas como mudar a mentalidade dos povos que consideram que terem um cão acorrentado e com fome é um sinal positivo contra intrusos??

  • Comentário feito por:Gonçalo Moura
  • 13 Janeiro 2005

Sr subcomissário Brissos dos Santos, 2.º comandante do Grupo Operacional Cinotécnico (COC), só para que conste, até hà 6 anos atrás o Pastor Alemão ocupava o 1º lugar a nível mundial como cão que mais morde, só tendo sido "substituido" recentemente por duas raça que não constam da listagem...

  • Comentário feito por:Manuela
  • 13 Janeiro 2005

Já pensaram em fazer uma autópsia ao cão, algo está mal contado....O cão é de um filho da vitima, logo devia conhecê-la, e porque é que o marido ainda não foi ver a sua esposa????
Não terão dado algo ao cão para o enfurecer....O ser humano é que age irracionalmente e não os animais...

  • Comentário feito por:ana almeida martins
  • 13 Janeiro 2005

Adoro animais, mais ainda os cães,o animal em questão para ter cometido tamanha brutalidade, concerteza absoluta, que tambem já tinha sido alvo de uns tratamentos deste tipo, por isso fez o que fez, tb nas condições a que estava sujeito, mais que evidente o tipo de comportamento, também tenho cão se não o tratar bem, do que é que estou à espera..... e é realmente o melhor amigo do homem.
Mas as rápidas melhoras da sra.

  • Comentário feito por:Maria Pinto
  • 13 Janeiro 2005

A realidade, é que os animais são aquilo que os donos fazem deles, se forem bem tratados, nada há a temer. Eles também sentem e sofrem. Os donos é que deveríam ser até ser presos pelos maus tratos que lhes dão, multas não resolvem.Pena é que no nosso país ainda se permita que os humanos os maltratem, sem nada se fazer. Veja-se as lutas de cães, as condições de vida dos cães de guarda, etc.

  • Comentário feito por:Bruno Silva
  • 13 Janeiro 2005

Realmente é demais, se eu for dono de um cão potencialmente perigoso e não tiver licença posso pagar uma multa até 3740E mas se por outro lado me apetecer matar um cão na rua à paulada para toda a gente ver pago uma multa de 2€. Lógico!

  • Comentário feito por:JM (Lisboa)
  • 13 Janeiro 2005

Se dessem alimentação a estes cães, e não os deixassem diariamente acorrentados em más condições, então, certamente este caso não teria acontecido. Mas como mudar a mentalidade dos povos que consideram que terem um cão acorrentado e com fome é um sinal positivo contra intrusos??

  • Comentário feito por:Gonçalo Moura
  • 13 Janeiro 2005

Sr subcomissário Brissos dos Santos, 2.º comandante do Grupo Operacional Cinotécnico (COC), só para que conste, até hà 6 anos atrás o Pastor Alemão ocupava o 1º lugar a nível mundial como cão que mais morde, só tendo sido "substituido" recentemente por duas raça que não constam da listagem...

  • Comentário feito por:Manuela
  • 13 Janeiro 2005

Já pensaram em fazer uma autópsia ao cão, algo está mal contado....O cão é de um filho da vitima, logo devia conhecê-la, e porque é que o marido ainda não foi ver a sua esposa????
Não terão dado algo ao cão para o enfurecer....O ser humano é que age irracionalmente e não os animais...

  • Comentário feito por:ana almeida martins
  • 13 Janeiro 2005

Adoro animais, mais ainda os cães,o animal em questão para ter cometido tamanha brutalidade, concerteza absoluta, que tambem já tinha sido alvo de uns tratamentos deste tipo, por isso fez o que fez, tb nas condições a que estava sujeito, mais que evidente o tipo de comportamento, também tenho cão se não o tratar bem, do que é que estou à espera..... e é realmente o melhor amigo do homem.
Mas as rápidas melhoras da sra.

  • Comentário feito por:Maria Pinto
  • 13 Janeiro 2005

A realidade, é que os animais são aquilo que os donos fazem deles, se forem bem tratados, nada há a temer. Eles também sentem e sofrem. Os donos é que deveríam ser até ser presos pelos maus tratos que lhes dão, multas não resolvem.Pena é que no nosso país ainda se permita que os humanos os maltratem, sem nada se fazer. Veja-se as lutas de cães, as condições de vida dos cães de guarda, etc.

  • Comentário feito por:CARINA DE MELO
  • 13 Janeiro 2005

O cão não ataca só pelo simples facto de atacar, não se pode julgar uma ser vivo desta forma sem se saber realmente a verdade dos factos. Gostava de ver uma foto do animal, só para poder dizer se realmente é um pastor alemão ou um cruzamento.

  • Comentário feito por:Pedro
  • 13 Janeiro 2005

Mais um caso complicado em que nem me vou meter, mas é verdade os cruzamentos e os maus tratos é que tornam os cães violentos. Os meus até se pode morder uma orelha e arrancar fora que ele na morde.

  • Comentário feito por:Carla
  • 14 Janeiro 2005

Quem tem um cão tem de assumir a responsabilidade de ser um dono responsável... num animal de grande porte, independentemente da raça, isso ainda é mais importante... os cães tem de ser sociabilizados e ter treino básico de educação... não tem nada a ver com a raça mas sim com a educação e cuidados que os donos tem com ele. Em contrário acontecem coisas dessas. Há qt tempo estava preso à corrente?

  • Comentário feito por:Carla
  • 14 Janeiro 2005

outra coisa...
os cães são o espelho dos donos, se os tratarmos com brutalidade é isso que aprendem, se for com amor é o que aprendem tambem.
Quantas vezes bateram no cão para lhe solucionar comportamentos? Quantas vezes o deixaram participar nas actividades familiares?
A culpa é dos donos o animal é que paga!
Revoltante.

COMENTAR
Título
Texto

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
COMENTAR
Título
Texto
Nome
Email
Localidade
Anónimo

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Pub
Pub


SONDAGEM

EUROPA: Portugal ganha com Maria Luís Albuquerque em Bruxelas?

Votar »« Ver resultados


<>
VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.