Foto Luis Filipe Coito
Actual modelo de gestão das escolas foi aprovado em 2008 por Maria de Lurdes Rodrigues
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
28.11.2011  01:00
Professores contra poder de directores
A Federação Nacional de Educação (FNE) e o Governo preparam-se para negociar alterações ao modelo de gestão das escolas e ao diploma de concursos, entre outras matérias. A FNE já pediu ao Ministério da Educação e Ciência a abertura de negociações, compromisso assumido pelo Executivo quando em Setembro foi assinado o acordo para um novo modelo de avaliação.

Um dos principais objectivos é reduzir o poder dos directores. "Pretendemos que os coordenadores de departamentos curriculares deixem de ser designados pelos directores e que os professores tenham uma palavra na escolha", disse ao CM João Dias da Silva, secretário-geral da FNE. O dirigente defende uma "redistribuição dos poderes da direcção, do conselho pedagógico e do conselho geral", considerando que existe uma "concentração excessiva de poderes nos directores".

Confrontado pelo CM, Adalmiro Fonseca, da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas, defende que o actual modelo de gestão "é equilibrado". "Não temos assim tanto poder, porque temos sobre nós o conselho geral co-mo órgão fiscalizador. Muitos directores até já foram demitidos. Há coisas mais importantes, mas os sindicatos andam a brincar à educação", afirma, frisando que "90 por cento dos directores ouve os professores antes de nomear os coordenadores de departamento". João Dias da Silva pretende ainda "corrigir as regras dos concursos de oferta de escola para haver rigor e equidade", depois de uma série de casos denunciados que indiciam favorecimento.

Adalmiro Fonseca defende que "as escolas devem ter autonomia para definir critérios de recrutamento, mas dentro de parâmetros razoáveis, porque alguns são anedóticos".

Enviar o artigo: Professores contra poder de directores
Comentários
enviar
MAIS NOTÍCIAS DE Cm ao Minuto