Foto Arquivo CM
A seu pedido, o cliente tinha sido proibido pela Inspecção Geral de Jogos (IGJ) de frequentar, durante dois anos, quaisquer salas de jogo, mas o Casino de Espinho continuou a facultar-lhe a entrada
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
17.04.2012  17:10
Casino condenado a pagar 83 mil euros a cliente viciado no jogo
O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a condenação do Casino de Espinho ao pagamento de uma indemnização de 82.893 euros a um cliente viciado no jogo, que em dois anos ali "destruiu" uma fortuna.

A seu pedido, o cliente tinha sido proibido pela Inspecção Geral de Jogos (IGJ) de frequentar, durante dois anos, quaisquer salas de jogo, mas o Casino de Espinho continuou a facultar-lhe a entrada.

Segundo o tribunal, o casino não se ficou pela omissão do cumprimento da notificação da IGJ, tendo ainda adoptado condutas que "aliciavam" o cliente a deslocar-se até às suas instalações, enviando-lhe convites para eventos sociais e para pernoitar no seu aparthotel e oferecendo-lhe gratuitamente os serviços de bar da sala de máquinas e do restaurante.

Enviar o artigo: Casino condenado a pagar 83 mil euros a cliente viciado no jogo
Comentários
enviar
MAIS NOTÍCIAS DE Exclusivos