Foto Pedro Noel da Luz
O violador foi visto a consumar o crime neste local, junto ao muro
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
13.07.2013  01:00
Vítima de violação pediu por socorro
Mulher de 22 anos foi violada por homem de 30, que a atacou quando ia para o trabalho, a pé, num terreno baldio no Cerro Ruivo. Populares ouviram vítima implorar e pedir ajuda.

Uma mulher de 22 anos foi violada por um homem de 30, poucos minutos depois das seis da madrugada de ontem na zona do Cerro Ruivo, em Portimão. A vítima, que ia a pé para o trabalho, foi atacada pelo predador, que a agarrou e, depois de lhe tapar a boca, a arrastou para um terreno baldio, nas traseiras de uma carpintaria, onde consumou o crime. Seria, contudo, detido pouco depois pela PSP.

Os gemidos e os gritos de socorro da mulher foram ouvidos por residentes da zona, que, mal perceberam o que se estava a passar, deram o alerta e afugentaram o violador.

"Eu estava deitada e ouvi, na rua, um homem a dizer ‘anda’ e uma voz feminina, quase de menina, a pedir ‘por favor, não me faça mal’," relatou ao CM uma moradora, sob anonimato. A testemunha, que já foi ouvida pelas autoridades, presenciou o momento em que o homem consumou a violação: "Ele estava atrás da parede, de joelhos, com os calções em baixo e penetrava-a por detrás. Olhou para mim e eu assustei-me. Então apareceram mais vizinhos e ele fugiu", recordou.

Um desses residentes confirmou ao CM ter ouvido a vítima gritar: "Ela pedia que a acudissem, pois estava a ser violada. Eu ainda o tentei agarrar, mas não consegui", revelou.

O violador, que se pôs em fuga, ainda com os calções em baixo, foi detido pela PSP de Portimão, cerca de 20 minutos depois do crime, a dois km de distância, na zona de Alvor, onde reside. Seguia de bicicleta e, de acordo com a PSP, apresentava indícios claros de ter sido o autor da violação – a qual viria, aliás, a assumir. A Polícia Judiciária foi informada e está também a investigar. O detido vai ser apresentado ao tribunal para primeiro interrogatório judicial e determinação das medidas de coação.

Enviar o artigo: Vítima de violação pediu por socorro
Comentários
enviar
MAIS NOTÍCIAS DE Exclusivos