SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Foto João Nuno Pepino
Daniel aproveitava-se da menor depois de a mãe adormecer. Dormiam os três na mesma cama
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Mais sobre
25.03.2011  00:30
Pedófilo ataca menina na cama com a mãe
Um cantoneiro da Câmara de Campo Maior foi ontem condenado a um ano e seis meses de prisão, com pena suspensa, por um crime de abuso sexual de criança. O Tribunal do Cartaxo deu como provado que Daniel F., de 36 anos, apalpou e acariciou na zona genital a menor de apenas sete anos, filha da mulher com quem mantinha um relacionamento amoroso.
  • Partilhe

O arguido conheceu a mãe da vítima em Abril de 2009, através de um anúncio pessoal que colocou na revista ‘Mariana'. Passou a deslocar--se de 15 em 15 dias ao Cartaxo, onde pernoitava na casa da mulher. Segundo a acusação do Ministério Público, a menor dormia na mesma cama que o casal, e o arguido esperava que a amante adormecesse para consumar os abusos à criança.

O colectivo de juízes, que valorou o depoimento para memória futura da vítima, considerou provado que Daniel acariciava o corpo da menor, mexendo-lhe por baixo do pijama e das cuecas na zona genital, obrigando-a ainda a agarrar-lhe o órgão sexual até ejacular. No dia em que a menor completou oito anos, o arguido fez-lhe um "chupão" no pescoço à frente dos convidados da festa de aniversário, um comportamento que foi imediatamente censurado pela mãe da vítima.

No dia seguinte, na escola, a menor relatou os abusos sexuais à professora, que denunciou o caso à Comissão de Protecção das Crianças e Jovens (CPCJ) do Cartaxo. Disse ainda que tinha medo de ir para casa por causa do namorado da mãe, e, nessa mesma noite, foi colocada à guarda de uma outra familiar.



Siga o CM no Facebook.

MAIS SOBRE
Enviar o artigo: Pedófilo ataca menina na cama com a mãe
Comentários
enviar
Receba diariamente as principais notícias ok
voltar ao topo