SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Foto Direitos Reservados
O advogado Cláudio Mendes com a filha ao colo
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Mais sobre
11.09.2012  18:12
Família de advogado assassinado garante que não era agressivo
A mãe e a namorada do advogado Cláudio Mendes, assassinado a 5 de Fevereiro de 2011, no Parque da Mamarrosa, Oliveira do Bairro, descreveram-no esta terça-feira, no Tribunal de Anadia, como pessoa normal, apenas angustiada pelo afastamento da filha.
  • Partilhe

A sanidade mental do arguido não foi, até agora, questionada, ao contrário da situação da vítima. As duas testemunhas, ouvidas no julgamento de Ferreira da Silva, acusado de ter morto a tiro Cláudio Mendes, numa das suas visitas à neta do arguido, foram unânimes em afirmar que a vítima só começou a andar transtornada, após o nascimento da filha e devido às dificuldades que lhe foram criadas para conseguir estar com a criança.

Celso Cruzeiro, advogado de defesa, tentou explorar o facto de ter sido pedido o internamento compulsivo de Cláudio, por alegada agressividade. A mãe da vítima explicou ao Tribunal que assinou o pedido para que o filho tivesse descanso, porque andava angustiado e já nem comia, e que ficou contente por, no Hospital de São João, terem concluído que o internamento não se justificava.

Isabel, a mãe da vítima, relatou mesmo que foi o arguido quem lhe telefonou a aconselhar que levasse o filho ao médico, enquanto a então namorada de Cláudio foi taxativa a dizer que ele andava deprimido, passava até dias sem sair da cama, mas nunca lhe conheceu nenhuma atitude violenta.



Siga o CM no Facebook.

MAIS SOBRE
Enviar o artigo: Família de advogado assassinado garante que não era agressivo
Comentários
enviar
Receba diariamente as principais notícias ok
voltar ao topo