Foto istockphoto
Menina foi abusada pelo padrasto, durante dois anos, dentro de casa
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
22.08.2013  01:00
Abusada 2 anos pelo padrasto
Menina, com nove anos, foi alvo de atos sexuais de relevo pelo companheiro da mãe dentro de casa. Abusos foram descobertos por um familiar da vítima

Os abusos sexuais à menina, agora com nove anos, já duravam há dois anos, mas só foram agora descobertos por um familiar da vítima. O padrasto da menor, que vivia na mesma casa, foi anteontem detido pela Polícia Judiciária do Porto. Presente ontem a tribunal, o homem, de 42 anos, ficou proibido de contactar a vítima, foi obrigado a mudar de casa e vai ter de se apresentar regularmente às autoridades.

O caso ocorreu em Espinho, onde morava a criança, o agressor e a companheira deste, que é a mãe da menina.

Um familiar da menor é que surpreendeu o abusador e a vítima. Entrou no quarto da residência de ambos e encontrou o homem sem camisa e com as calças desapertadas. Ao ver aquilo, ficou desconfiado e contou à mãe da criança.

Esta, que nunca se tinha apercebido de nada, perguntou à filha. A menina contou à mãe, aos poucos, os abusos a que tinha sido sujeita.

A criança terá começado a ser abusada desde que começou a nova relação da mãe e o padrasto foi viver para aquela casa, há dois anos. A menor tinha, na altura, sete anos e foi abusada sempre na residência.

Apesar de não haver penetração, foi vítima de diversos atos sexuais de relevo. O seu depoimento foi considerado credível pelos médicos.

O homem, serralheiro e sem antecedentes criminais, foi detido pela PJ e foi ontem ao juiz de turno do Tribunal de Espinho para aplicação de medidas de coação. Saiu em liberdade, mas não pode estar com a menor. 

Enviar o artigo: Abusada 2 anos pelo padrasto
Comentários
enviar
MAIS NOTÍCIAS DE Exclusivos