SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Filme estreia em cinemas nacionais e selecionados no próximo mês
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Mais sobre
20.10.2013  15:00
Ficção científica à portuguesa
A domingo assistiu às gravações do filme ‘Collider' na Irlanda e à estreia em Londres
  • Partilhe

Inspirado no sucesso da série televisiva ‘Perdidos’ e na saga cinematográfica de ‘Exterminador Implacável’, e apesar de "não ser fã de ficção científica", o produtor Nuno Bernardo começou a desenvolver, em 2008, durante uma viagem ao Egito, um projeto que pretendia misturar personagens "num local e tempo desconhecidos". A isso queria misturar ação, tensão e suspense.

Na ideia do criador e presidente da beActive, empresa portuguesa que há dez anos faz sucesso um pouco por todo o Mundo com as suas produções, a história era simples. Em 2018, o planeta entra em colapso e a espécie humana é dizimada devido a uma sucessão de desastres naturais e ao surgimento de uma raça mutante. Um grupo de seis sobreviventes é a última esperança da humanidade. Estes terão de unir esforços para conseguirem reativar o ‘Collider’ (inspirado no ‘LHC’, o maior acelerador de partículas do Mundo, criado em 1953, localizado na região noroeste de Genebra, e que conta com financiamento português desde 1986) e assim recuarem no tempo e evitar o apocalipse. Contudo, o que parecia simples acabou por revelar alguma complexidade e Nuno Bernardo viu-se obrigado a reformular várias vezes a sua história. "Lembro-me de que chegámos a apresentar o projeto a uma operadora de comunicações móveis, mas não resultou como queríamos."

FILMAGENS NA IRLANDA 



Siga o CM no Facebook.

MAIS SOBRE
Enviar o artigo: Ficção científica à portuguesa
Comentários
enviar
Receba diariamente as principais notícias ok
voltar ao topo