SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Foto Bruno Colaço
Os animais já foram vistos dentro da zona urbana de Azeitão
28.07.2013  15:00
A invasão dos javalis
Extinta há décadas, a espécie voltou em força à Arrábida. Deixam um rasto de prejuízos e de sustos.
  • Partilhe

Andassem os javalis pelas encostas desabitadas da serra da Arrábida e talvez mais pessoas partilhassem a opinião de Eduardo Deitado, 69 anos, residente na Aldeia Grande. "Os javalis têm aparecido na quinta onde eu trabalho. Procuram a água do sistema de rega e não têm feito grandes estragos. São animais selvagens, temos de viver com eles."

O problema é quando os bichos se chegam aos homens, insensíveis aos perigos de estradas municipais e nacionais, para se banquetearem das bolotas que brotam da meia dúzia de sobreiros de um parque urbano.

Foi o que aconteceu em Vila Nogueira de Azeitão há duas semanas. "Vieram duas noites seguidas, escavaram à volta das árvores e destruíram o relvado em redor das árvores. Há casas ali a poucos metros. Já entram dentro da povoação, estamos perante uma praga de javalis." Celestina Neves, presidente da Junta de Freguesia de São Lourenço – a maior das que ficam na zona do Parque Natural da Arrábida – conta que "desde há dois anos que o problema se tem vindo a agravar". "Tenho recebido queixas de danos em propriedades e os animais estão a pôr em risco a flora única da serra." Há meses, o encontro imediato entre um carro e um javali em plena Estrada Nacional 10 – no troço entre Azeitão e Setúbal – teve um desfecho pouco simpático: muita chapa amolgada, um animal ferido e uma condutora em estado de choque. Cresce a preocupação de que acidentes como este se repitam, com consequências mais graves.



Siga o CM no Facebook.

MAIS SOBRE
Enviar o artigo: A invasão dos javalis
Comentários
enviar
Receba diariamente as principais notícias ok
voltar ao topo