jornal impresso

Edição impressa

29 Julho 2014

Ver capas anteriores

Previsões
  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues
Vítor Mota

João José Clode (à esquerda) foi atropelado na madrugada de Ano Novo, na avenida Ribeira das Naus. Faleceu horas depois nas Urgências do Hospital de São José

Lisboa: João José Clode regressava com amigos da passagem de ano

Condutora tira vida a estudante e foge

João José Clode, estudante de Engenharia Civil de 25 anos, foi festejar a Passagem de Ano com um amigo ao Terreiro do Paço, em Lisboa. No regresso, já pelas 04h00 de terça-feira, o grupo atravessou a estrada na avenida da Ribeira das Naus momentos antes de um BMW 118 surgir a alta velocidade. João José foi o único atingido do grupo – saiu do local em estado crítico. E a condutora fugiu – foi apanhada pela polícia meia hora depois.

  • 03 de Janeiro 2013, 01h00
  • Nº de votos (11)
  • Comentários (21)

Por:Miguel Curado

 

Transportado para as Urgências do Hospital de São José, o estudante de Engenharia Civil acabou por falecer ao princípio da manhã. Uma mulher de 30 anos estava ao volante do BMW que causou o acidente. Quando fugiu do local, deixou ficar para trás um espelho retrovisor partido, de cor preta. Mal tomaram conta da ocorrência, os agentes da Divisão de Trânsito da PSP de Lisboa repararam no objeto e usaram-no na investigação.

Em poucos minutos foi possível à PSP apurar as principais características da viatura, que foram difundidas para todo o Comando de Lisboa. Uma patrulha de serviço na rua da Saudade, na zona da Costa do Castelo, encontrou pelas 04h30 um automóvel sem um dos espelhos retrovisores e com o vidro do pára-brisas danificado. Depressa o carro foi ligado ao atropelamento de João José Clode.

Em redor do veículo estavam pelo menos outras duas viaturas, que foram abalroadas pelo BMW. E, no interior deste, a condutora dormia. Interrogada pela PSP, afirmou de imediato não se recordar do atropelamento, ou de ter abalroado outras viaturas. Recusou fazer o teste de alcoolemia no local e foi levada ao hospital, onde lhe recolheram sangue para o efeito. Os resultados serão conhecidos daqui a um mês. O BMW ficou apreendido para peritagens e o processo baixou a inquérito. A suspeita está, para já, constituída arguida.

  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
  • Comentário feito por:1904
  • 04 Janeiro 2013

Os que aqui criticam a assassina, são os mesmos que criticam as OPERAÇÕES STOP... Estas só existem porque estes casos são aos milhares diariamente. Felizmente nem sempre matam alguém.

  • Comentário feito por:Pablo Bessa
  • 04 Janeiro 2013

Nessa mesma noite era o 3º caso a entrar no hospital de S. José pelo mesmo motivo. Este rapaz foi o último a entrar. Ainda bem que apanharam a criminosa.Alguem que está conduzir embriagada, é criminosa.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Porque será que omitiram a identidade da condutora?

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Eu vi a entrada deste jovem nas urgências do Hospital. Estava lá porque na mesma noite aconteceu o mesmo com a minha irmã. Atropelamento e fuga. Nessa mesma noite era o 3º caso a entrar no hospital de S. José.

  • Comentário feito por:Zé da Australia
  • 03 Janeiro 2013

Um mes para analise ao sangue? E entretanto eu e a minha familia vamos continuar a partilhar a estrada com esta assassina?

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Num pais civilizado essa vaka assassina apanhava no minimo 15 anos enjaulada mesmo sendo filha e familiar de quem e, mas ca nesta terra onde a vida de alguns"normais" vale menos do que a de outros"assassinos",e promovida

  • Comentário feito por:joão Silva
  • 03 Janeiro 2013

Se o atropelamento foi na zona da foto, não é de espantar, eu pelo menos, graças as eternas obras na av. da ribeira das naus, tenho medo de atravessar naquela passadeira. os sentimentos a família

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Bom trabalho da PSP!! Os meus sentimentos para a familia e que seja feita justiça!

  • Comentário feito por:Luis Olao
  • 03 Janeiro 2013

Por certos comentarios aqui chego a conclusao que os Portugueses tornaram-se mesmo und TRISTES em todo o sentido da palavra!um CHARUTO desses BMW118 aqui ja se tem por menos de 5000€ no entanto para o Tuga e um bolide:-)

  • Comentário feito por:Jorge Lopes
  • 03 Janeiro 2013

"Recusou fazer teste", morre um jovem, pena máxima 5 anos. Portugal é triste. Ha poucos anos uma outra mulher em alta velocidade atropelou outros junto ao terreiro. Nao se protege os inocentes. Descanse em paz!

Página

  • Comentário feito por:Tone
  • 03 Janeiro 2013

A lei deveria ser alterada. A recusa ao teste de alcoolemia deve ser considerada como o assumir que está alcoolizado. Uma pergunta: 1 mês para os resultados das analises ao sangue?!?! É assim tão complicado?!?

  • Comentário feito por:carla
  • 03 Janeiro 2013

A bebedeira era tanta que não deu para pensar.Com um carro dessas safa-se da condenação por homicidio negligente com fuga.Coitado é do jovem a quem foi ceifada a vida.À familia os meus pêsames e nunca desistam da queixa.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

O mais provável: álcool ou droga. E tanto bastou para tornar esta mulher na assassina de um jovem promissor. Justiça seja feita (e nem isso poderá conformar os pais, familiares e amigos do jovem).

  • Comentário feito por:nuno
  • 03 Janeiro 2013

está tudo louco

  • Comentário feito por:Carlos Cunha
  • 03 Janeiro 2013

As autoridades Portuguesas deveriam aplicar um tratamento exemplar "apreensão da viatura+5anos de prisão efetiva (minimo)+apreensão de carta se condução definitiva"entretanto á familia do João José as minhas condolencias

  • Comentário feito por:maria
  • 03 Janeiro 2013

de certeza que estaria bebeda, só é pena ter morto alguem,ela da que a mais já anda numa boa a conduzir,se estava bebeda ou drogada havia de ter pena de prisão por morte.

  • Comentário feito por:Andre Couto
  • 03 Janeiro 2013

Uma besta que conduz assim deveria ficar sem carta para sempre e ser acusada de homicídio qualificado. Quem foge em casos destes deveria apanhar no mínimo 10 anos de prisão!

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

epa, verifiquem os factos, fica-vos mal quando até a tvi conta a história de outra forma....

  • Comentário feito por:Zé da Australia
  • 03 Janeiro 2013

Já viram a vantagem de guiar um BMW 118 em portugal? Perante evidencia indubitavel do crime cometido, recusa fazer teste ao sangue, näo é presa e nem o nome é publicado...extraordinário!

  • Comentário feito por:Américo
  • 03 Janeiro 2013

Excelente trabalho da PSP. Parabéns! É neste tipo de casos (e não noutros - tipo caça à multa) que o dinheiro dos contribuintes é bem empregue.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Num pais civilizado essa vaka assassina apanhava no minimo 15 anos enjaulada mesmo sendo filha e familiar de quem e, mas ca nesta terra onde a vida de alguns"normais" vale menos do que a de outros"assassinos",e promovida

  • Comentário feito por:carla
  • 03 Janeiro 2013

A bebedeira era tanta que não deu para pensar.Com um carro dessas safa-se da condenação por homicidio negligente com fuga.Coitado é do jovem a quem foi ceifada a vida.À familia os meus pêsames e nunca desistam da queixa.

  • Comentário feito por:Carlos Cunha
  • 03 Janeiro 2013

As autoridades Portuguesas deveriam aplicar um tratamento exemplar "apreensão da viatura+5anos de prisão efetiva (minimo)+apreensão de carta se condução definitiva"entretanto á familia do João José as minhas condolencias

  • Comentário feito por:Zé da Australia
  • 03 Janeiro 2013

Já viram a vantagem de guiar um BMW 118 em portugal? Perante evidencia indubitavel do crime cometido, recusa fazer teste ao sangue, näo é presa e nem o nome é publicado...extraordinário!

  • Comentário feito por:maria
  • 03 Janeiro 2013

de certeza que estaria bebeda, só é pena ter morto alguem,ela da que a mais já anda numa boa a conduzir,se estava bebeda ou drogada havia de ter pena de prisão por morte.

  • Comentário feito por:Inocêncio Tavares
  • 03 Janeiro 2013

É grave, mas não dá cadeia... por isso está sempre a acontecer!

  • Comentário feito por:Américo
  • 03 Janeiro 2013

Excelente trabalho da PSP. Parabéns! É neste tipo de casos (e não noutros - tipo caça à multa) que o dinheiro dos contribuintes é bem empregue.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

epa, verifiquem os factos, fica-vos mal quando até a tvi conta a história de outra forma....

  • Comentário feito por:1904
  • 04 Janeiro 2013

Os que aqui criticam a assassina, são os mesmos que criticam as OPERAÇÕES STOP... Estas só existem porque estes casos são aos milhares diariamente. Felizmente nem sempre matam alguém.

  • Comentário feito por:Jorge Lopes
  • 03 Janeiro 2013

"Recusou fazer teste", morre um jovem, pena máxima 5 anos. Portugal é triste. Ha poucos anos uma outra mulher em alta velocidade atropelou outros junto ao terreiro. Nao se protege os inocentes. Descanse em paz!

  • Comentário feito por:nuno
  • 03 Janeiro 2013

está tudo louco

  • Comentário feito por:Pablo Bessa
  • 04 Janeiro 2013

Nessa mesma noite era o 3º caso a entrar no hospital de S. José pelo mesmo motivo. Este rapaz foi o último a entrar. Ainda bem que apanharam a criminosa.Alguem que está conduzir embriagada, é criminosa.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Eu vi a entrada deste jovem nas urgências do Hospital. Estava lá porque na mesma noite aconteceu o mesmo com a minha irmã. Atropelamento e fuga. Nessa mesma noite era o 3º caso a entrar no hospital de S. José.

  • Comentário feito por:joão Silva
  • 03 Janeiro 2013

Se o atropelamento foi na zona da foto, não é de espantar, eu pelo menos, graças as eternas obras na av. da ribeira das naus, tenho medo de atravessar naquela passadeira. os sentimentos a família

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

O mais provável: álcool ou droga. E tanto bastou para tornar esta mulher na assassina de um jovem promissor. Justiça seja feita (e nem isso poderá conformar os pais, familiares e amigos do jovem).

  • Comentário feito por:Luis Olao
  • 03 Janeiro 2013

Por certos comentarios aqui chego a conclusao que os Portugueses tornaram-se mesmo und TRISTES em todo o sentido da palavra!um CHARUTO desses BMW118 aqui ja se tem por menos de 5000€ no entanto para o Tuga e um bolide:-)

  • Comentário feito por:Andre Couto
  • 03 Janeiro 2013

Uma besta que conduz assim deveria ficar sem carta para sempre e ser acusada de homicídio qualificado. Quem foge em casos destes deveria apanhar no mínimo 10 anos de prisão!

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Bom trabalho da PSP!! Os meus sentimentos para a familia e que seja feita justiça!

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 03 Janeiro 2013

Porque será que omitiram a identidade da condutora?

  • Comentário feito por:Tone
  • 03 Janeiro 2013

A lei deveria ser alterada. A recusa ao teste de alcoolemia deve ser considerada como o assumir que está alcoolizado. Uma pergunta: 1 mês para os resultados das analises ao sangue?!?! É assim tão complicado?!?

COMENTAR
Título
Texto

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
COMENTAR
Título
Texto
Nome
Email
Localidade
Anónimo

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Pub
Pub


SONDAGEM

PONTE 25 DE ABRIL: Justifica-se a criação de uma ciclovia?

Votar »« Ver resultados


<>
VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.