jornal impresso

Edição impressa

23 Julho 2014

Ver capas anteriores

Previsões
  • Diretor: Octávio Ribeiro
  • Diretores-adjuntos: Armando Esteves Pereira, Eduardo Dâmaso e Carlos Rodrigues
Gonçalo Oliveira

Joaquim Coimbra, dirigente da Nutroton

Falência: Só quatro empresas ajudadas

Nutroton revitalizada

O Programa Revitalizar, criado pelo Governo para ajudar à recuperação de empresas, recebeu 227 projectos mas só aprovou a revitalização de quatro empresas, uma delas ligada ao ex-dirigente do PSD, Joaquim Coimbra.

  • 11 de Novembro 2012, 01h00
  • Nº de votos (3)
  • Comentários (4)

Por:Diana Ramos

 

No Parlamento, o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, revelou que estão a ser apoiadas as empresas Elnor, Nutroton, Unipavimentos e Álvaro Coelho & Irmãos. A Nutroton – que tem duas empresas, a Nutroton SGPS e a Nutroton Indústrias da Avicultura SA, em insolvência – teve até há cerca de um ano Joaquim Coimbra como gestor da SGPS. Também José Leitão Amaro, pai do actual deputado do PSD António Leitão Amaro, surge como membro do conselho de administração das duas empresas.

Perante isto, o PS enviou um requerimento ao Ministério da Economia em que questiona "os critérios de aprovação das candidaturas", Na prática, o PS quer saber "se dentro dos critérios está, entre outros possíveis factores, a capacidade de gestão, a estrutura accionista ou a composição do capital social", tendo como referência as ligações de figuras do PSD a empresas recuperadas.

  • Corrigir
  • Feedback
  • PARTILHAR      
Pub
Comentários a esta notícia
  • Comentário feito por: Anónimo
  • 12 Novembro 2012

Depois de se governarem com todos o subsídios e todas as malabarices possiveis e terem ordenados em atraso á mais de um ano, ainda conseguem revitalizar uma empresa que deve ter mais de 100KE de passivo.enfim...

  • Comentário feito por:jerry
  • 11 Novembro 2012

Algo esta muito errado/ou as propostas apresentadas nao oferecem seguranca, ou os criterios de analise estam muito errados, so veem de um olho!!

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

Quem conhece estes senhores sabe que só por razões políticas é que as empresas ainda existem. Maus gestores, sem carácter, sem palavra, em suma... do piorio..

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

E já agora perguntar o que Marques Mendes(esteve ligado a empresas desses senhores) tem a dizer sobre isso.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

E já agora perguntar o que Marques Mendes(esteve ligado a empresas desses senhores) tem a dizer sobre isso.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

Quem conhece estes senhores sabe que só por razões políticas é que as empresas ainda existem. Maus gestores, sem carácter, sem palavra, em suma... do piorio..

  • Comentário feito por:jerry
  • 11 Novembro 2012

Algo esta muito errado/ou as propostas apresentadas nao oferecem seguranca, ou os criterios de analise estam muito errados, so veem de um olho!!

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 12 Novembro 2012

Depois de se governarem com todos o subsídios e todas as malabarices possiveis e terem ordenados em atraso á mais de um ano, ainda conseguem revitalizar uma empresa que deve ter mais de 100KE de passivo.enfim...

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

E já agora perguntar o que Marques Mendes(esteve ligado a empresas desses senhores) tem a dizer sobre isso.

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 12 Novembro 2012

Depois de se governarem com todos o subsídios e todas as malabarices possiveis e terem ordenados em atraso á mais de um ano, ainda conseguem revitalizar uma empresa que deve ter mais de 100KE de passivo.enfim...

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

Quem conhece estes senhores sabe que só por razões políticas é que as empresas ainda existem. Maus gestores, sem carácter, sem palavra, em suma... do piorio..

  • Comentário feito por:jerry
  • 11 Novembro 2012

Algo esta muito errado/ou as propostas apresentadas nao oferecem seguranca, ou os criterios de analise estam muito errados, so veem de um olho!!

  • Comentário feito por:jerry
  • 11 Novembro 2012

Algo esta muito errado/ou as propostas apresentadas nao oferecem seguranca, ou os criterios de analise estam muito errados, so veem de um olho!!

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 12 Novembro 2012

Depois de se governarem com todos o subsídios e todas as malabarices possiveis e terem ordenados em atraso á mais de um ano, ainda conseguem revitalizar uma empresa que deve ter mais de 100KE de passivo.enfim...

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

Quem conhece estes senhores sabe que só por razões políticas é que as empresas ainda existem. Maus gestores, sem carácter, sem palavra, em suma... do piorio..

  • Comentário feito por: Anónimo
  • 11 Novembro 2012

E já agora perguntar o que Marques Mendes(esteve ligado a empresas desses senhores) tem a dizer sobre isso.

COMENTAR
Título
Texto

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.

Registe-se no site do CM para deixar de preencher os seus dados pessoais quando comenta as noticias.
COMENTAR
Título
Texto
Nome
Email
Localidade
Anónimo

Nota: Os comentários deste site são publicados são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. O Correio da Manhã reserva-se ao direito de apagar os comentários abusivos e com linguagem inadequada.

Aparecer como anónimo - Ao escolher opção os seus dados (nome e e-mail) serão ocultados.


Pub
Pub


SONDAGEM

EDUCAÇÃO: Prova dos professores foi um sucesso para o Ministério?

Votar »« Ver resultados

SONDAGEM

EDUCAÇÃO: Ministério faz bem em insistir na avaliação dos professores?

Votar »« Ver resultados


<>
VEJA AQUI MAPA ACTUALIZADO
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte,
sem prévia permissão por escrito da Presslivre, S.A. ,
uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina.
Consulte as condições legais de utilização.